Reformulada, a publicação reúne um conjunto de indicadores das empresas associadas à Federação e do mercado de saúde suplementar.

Esta edição apresenta uma síntese dos principais indicadores do setor com uma diagramação totalmente reformulada, que visa facilitar o processo leitura e entendimento das informações.

Entre outros dados, o leitor poderá conferir informações referentes ao numero de beneficiários. Por exemplo, em março de 2017, os planos de assistência médica contabilizaram 47,6 milhões de beneficiários, com redução de 2,0%, nos últimos doze meses. Os planos exclusivamente odontológicos contabilizaram 22,5 milhões de beneficiários, com aumento de 7,7%, na mesma base de comparação.

Desde dezembro de 2014 o mercado de saúde suplementar perdeu 2,8 milhões de beneficiários de planos médicos. No entanto, o setor apresenta sinais de recuperação com a redução no ritmo de queda e expansão do número de beneficiários de planos exclusivamente odontológicos.

Os Indicadores Econômico- Financeiros apontam que as despesas assistenciais cresceram 13,0% (R$137,2 bi) enquanto as receitas aumentaram 11,7% (R$165,6 bi), em 2016 na comparação com 2015.

>> Clique aqui para acessar a publicação na íntegra