A Clinipam, operadora de planos de saúde verticalizada do Paraná, está negociando a sua venda com quatro grupos de saúde: Hapvida, NotreDame Intermédica, Athena (do fundo Pátria) e Axa. A transação gira em torno de R$ 1,5 bilhão, segundo o Valor apurou.

Com 310 mil usuários, a Clinipam possui dois hospitais, 25 clínicas e laboratórios de medicina diagnóstica no Paraná e em Santa Catarina. No ano passado, a receita do grupo somou R$ 560,7 milhões, uma alta de 33% sobre 2017.

O Bradesco BBI destacou, em relatório a clientes, que se trata de um ativo interessante. “Vemos a Clinipam como o melhor veículo para entrar ou expandir no Sul do Brasil”, escreveu Fred Mendes, analista do banco. Mendes argumenta que a margem Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Clinipam foi de 17% em 2018, acima do registrado por operadoras de planos de saúde adquiridas recentemente. A margem Ebitda da São Francisco e Américas (ambas compradas pela Hapvida) é de cerca de 14% e da GreenLine (adquirida pela Intermédica) está na casa dos 11%.