O novo CEO da OdontoPrev, Rodrigo Bacellar, é um executivo ligados aos acionistas da operadora dental. Nos últimos quatro anos, Bacellar foi presidente da Orizon, plataforma da área da saúde que tem como sócios a Cielo, o Bradesco Seguros e a Cassi, plano de autogestão do Banco do Brasil.

A OdontoPrev tem como principal acionista a Bradesco Saúde, com uma fatia de 50%, e uma joint venture com o Banco do Brasil na operadora BB Dental. “Vou trazer minha experiência com varejo bancário e tecnologia”, disse Bacellar, durante teleconferência para analistas da OdontoPrev.

Bacellar assume o posto em 1º de junho, no lugar de Mauro Figueiredo, que presidia a companhia há dois anos. “É uma transição planejada. Já estamos há algum tempo trabalhando juntos”, disse Figueiredo. Anteriormente, ele presidiu o Fleury e foi executivo da Bradesco Seguros.

Desde o acidente aéreo em novembro, em que morreram Marco Antonio Rossi, que ocupava a presidência, e Lucio Flávio Oliveira, ex-diretor da Bradesco Seguros, a seguradora vem passando por uma forte movimentação em seu comando. No mês passado, Randal Zanetti, fundador da OdontoPrev, assumiu a presidência da Bradesco Seguros.

Já na Bradesco Vida e Previdência e Capitalização, comandada anteriormente por Oliveira, foi nomeado como diretor-geral Jorge Nasser, que era diretor de marketing do banco Bradesco.

A OdontoPrev registrou, no primeiro trimestre, lucro líquido de R$ 68,8 milhões, alta de 1,4% em relação a um ano antes. A receita líquida somou R$ 329,7 milhões, avanço de 9,1%. O tíquete médio cresceu 7,8%, para R$ 17,95, devido ao reajuste de contratos corporativos e à mudança de mix no período. A carteira total de clientes ficou em 6,4 milhões no primeiro trimestre, queda de 0,3%. O destaque foi a venda de planos individuais nas agências do Bradesco, que aumentou 93%, atingindo 247 mil planos no primeiro trimestre. As agências do Bradesco já representam 42% das vendas totais, alta de 12 pontos percentuais.