A nova edição do “Boletim da Saúde Suplementar – Indicadores Econômico-financeiros e de Beneficiários”, publicação da FenaSaúde, mostra que o mercado de Saúde Suplementar apresenta sinais de desaceleração, acompanhando o fraco desempenho da atividade econômica e do mercado de trabalho. Nos últimos 12 meses terminados em setembro de 2015, a receita de contraprestações aumentou 12,8% na comparação com os 12 meses imediatamente anteriores. As despesas assistenciais cresceram 14,9%, na mesma base de comparação.

Entretanto, observou-se significativa redução nessas taxas de crescimento, desaceleração essa mais intensa na receita que na despesa assistencial. Entre setembro de 2014 e setembro de 2015, o ritmo de crescimento da receita diminuiu 5,1 pontos percentuais, enquanto o da despesa assistencial caiu 2,1 pontos percentuais. Leia a íntegra do estudo da FenaSaúde.

Clique AQUI para ler o boletim.