2º Fórum de Saúde Suplementar será realizado nos dias 23 e 24 de novembro, no Rio de Janeiro

O momento da saúde suplementar exige escolhas para manter a sustentabilidade do sistema de saúde privado. Com o objetivo de discutir as decisões necessárias para viabilizar o futuro do setor, a FenaSaúde (Federação Nacional de Saúde Suplementar) promove o 2º Fórum de Saúde Suplementar, nos dias 23 e 24 de novembro, no Rio de Janeiro. As inscrições são gratuitas.

Especialistas e autoridades debaterão temas como os desafios das escolhas impostas pelo cenário macroeconômico, com crescimento do desemprego e queda na geração de renda, resultando na perda de 1,6 milhão de beneficiários de planos de saúde e no encolhimento do poder econômico das famílias brasileiras; as decisões necessárias diante do envelhecimento populacional e consequente transição demográfica, da incorporação tecnológica acrítica e sem avaliação de impacto do custo-efetividade, a escalada crescente das despesas na saúde e, historicamente, acima das receitas e, ainda, a redução da capacidade de pagamento da população.

“O debate proposto no 2º Fórum de Saúde Suplementar visa orientar as escolhas das seguradoras e operadoras de planos de saúde, dos prestadores de serviço de saúde e, principalmente, do consumidor. A FenaSaúde entende que ‘As Escolhas Necessárias para o Futuro’, tema desta edição do evento, passa, inicialmente, pela tomada de decisão da sociedade. São as definições de hoje que irão determinar a sustentabilidade do sistema de saúde privado no Brasil”, afirma Solange Beatriz Palheiro Mendes, presidente da Federação.

O fórum ainda promove a discussão de outros assuntos, como o custo dos procedimentos médicos e a qualidade dos serviços oferecidos como fatores fundamentais para a tomada de decisão do consumidor, tornando-o mais consciente e participativo na gestão de sua própria saúde; a utilização de Órteses, Próteses e Materiais Especiais (OPME) apenas com suporte em evidências médicas, dificultando fraudes e o implante sem a real necessidade comprovada; e, por fim, as escolhas do Poder Judiciário, que se refletem no aumento das despesas assistenciais em razão da ausência de pareceres técnicos de profissionais de saúde que possam embasar a tomada de decisão dos magistrados – no sentido oposto, iniciativas como os Núcleos de Apoio Técnico (NATs), formados por especialistas da área de saúde, são experiências positivas para diminuir o impacto da judicialização da saúde.

Evento: 2º Fórum de Saúde Suplementar – As Escolhas Necessárias para o Futuro

Datas: 23 e 24/11

Horário: 08h30 às 18h (dia 23) e 9h às 12h35 (24)

Inscrições: clique aqui

Local: Hotel Sofitel
Shopping Cassino Atlântico – Av. Atlântica, 4.240, Copacabana, Rio de Janeiro.