Conforme deliberação ocorrida na 498ª Reunião Ordinária de Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar – DICOL/ANS, realizada no dia 18/12, foi aprovado, por unanimidade, o reprocessamento excepcional da base de dados do IDSS (ano-base 2017) para todas as operadoras, com nova data de corte em 28/02/2019.

As operadoras poderão alterar os seus dados contidos na TISS e SIB, de forma a ajustá-los à realidade da operadora, caso os arquivos tenham sido transmitidos com alguma incorreção.

Frisa-se que a nova data de corte do programa considerará todos os sistemas utilizados no IDSS e não somente os dados atualizados do TISS. De acordo com a ANS, este fato se deve à forma como está estruturada a programação, na qual, a regra de negócios que operacionaliza o cálculo de cada indicador faz a leitura das bases na data de processamento especificada.

Todavia, deve ser ressaltado que alguns indicadores bônus, que dependem da informação prestada pela área técnica responsável na ANS, e não são calculados via acesso direto às fontes de dados, não sofrerão atualizações, tais como: “1.11- Participação em Projetos de Indução da Qualidade da ANS”; “3.5-Pesquisa de Satisfação de Beneficiário”; e “Operadoras Acreditadas”.