“A faixa etária mais afetada com a perda de planos de saúde são os jovens de 15 a 29 anos”, afirmou o jornalista Lauro Jardim em sua coluna de hoje, dia 14, no Jornal O Globo, baseado em levantamento inédito da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), com base nos dados da ANS.

A maior queda observada em dezembro, em relação ao mês equivalente de 2014, foi do grupo entre 25 e 29 anos, com 5,4%. É nessa faixa também que houve a maior diferença negativa do país: 9,4%, na Região Norte.

Também houve retração na faixa de 20 a 24 anos – 4,5% – e de 15 a 19 – com 3,9%.

Confira a íntegra da nota da coluna clicando aqui.