Pela primeira vez desde junho de 2015, o mercado de saúde suplementar apresenta crescimento do número de beneficiários de planos médico-hospitalares na variação anual. De acordo com números da última NAB o setor apresentou avanço de aproximadamente 64 mil novos vínculos para planos de saúde médico-hospitalares no período de 12 meses encerrados em janeiro desse ano, ultrapassando os 47,4 milhões de beneficiários. Alta de 0,1%. Considerando as bases de dados com a série histórica de beneficiários disponíveis da ANS, a última variação positiva em 12 meses havia sido há 32 meses, em junho de 2015, quando foi registrado crescimento de 0,2% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

O número, apesar de positivo, precisa ser olhado com parcimônia. Uma vez que os dados de beneficiários podem ser ajustados pela ANS nos próximos meses, indicando estabilidade ou mesmo uma ligeira retração.

Ainda que se confirme o crescimento, é preciso notar que o setor ainda está longe de recuperar o mais de 3 milhões de vínculos rompidos desde dezembro de 2014. A retomada do crescimento no setor, ainda que possível, está diretamente ligada a economia nacional e a geração de empregos formais em setores como o de comércio e serviços nos grandes centros urbanos, onde as empresas tendem a oferecer o benefício do plano de saúde.