A NotreDame Intermédica entrou, em 26/02, com pedido de oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A companhia pretende fazer uma oferta primária, em que os recursos vão para o caixa da empresa, e secundária, com venda de participação dos atuais acionistas. O volume de papéis a serem vendidos, no entanto, não foi definido no prospecto preliminar da operação.

Segundo o documento, os recursos da oferta primária serão usados para reforço do caixa de forma a permitir investimentos nas subsidiárias operacionais da companhia.

O cronograma da oferta não foi definido. Atuam como coordenadores da emissão de ações o Citi, Credit Suisse, Itaú BBA, J.P. Morgan, Bradesco, Morgan Stanley e o UBS

A Intermédica chegou a protocolar pedido para fazer IPO em maio do ano passado, mas acabou abortando o processo diante de um panorama político e econômico instável.