O Jornal Folha de São Paulo publicou na edição da quinta-feira, dia 25, um suplemento especial intitulado “O Brasil que dá Certo – Saúde”, em que apresenta a atual situação das saúdes pública e privada no País e aponta caminhos para a crise em que se encontra, como a busca por mais eficiência e redução de custos.

Para a presidente da FenaSaúde, Solange Beatriz Palheiro Mendes, entrevitada para o suplemento, vivemos um momento crítico, com renda e empregos em queda e a Saúde Suplementar enfrentando custos assistenciais em flagrante crescimento. Custos que, segundo o superintendente-executivo do IESS, Luiz Augusto Carneiro, têm aumentado na casa dos 15% a 20% ao ano nos últimos quatro, cinco anos, o que, em sua opinião, não é sustentável.

Pesquisa encomendada pelo IESS para ajudar a traçar um diagnóstico do setor traz também algumas sugestões para o problema, como a criação de indicadores de qualidade e mudança do modelo de remuneração dos médicos e prestadores.

Entre as novas soluções que já vem sendo utilizadas, o suplemento destaca o crescimento das clínicas de preços populares, novos tipos de terapia, aplicativos para aproximar médicos de pacientes e novos modelos de gerenciamento de estoque.

>>Para ler o suplemento na íntegra, clique aqui