Nos últimos tempos, temos falado cada vez mais em transformação digital na saúde – confira o seminário sobre o tema que realizamos no começo do mês. Aliás, não só nós como o mundo todo parece estar cada vez mais atento às novidades no setor.

Não é por acaso. De acordo com a consultoria CB Insights – é preciso fazer um cadastro para acessar o conteúdo –, a indústria de healthcare (saúde) movimenta mais de US$ 5 trilhões por ano. Apenas as startups (empresas que estão começando no setor e tem como principal diferencial em relação aos concorrentes estabelecidos no mercado o uso de novas tecnologias) de telehealth (telessaúde) receberam investimentos de cerca de US$ 2,4 bilhões até o fim do 3° trimestre de 2019.

Para ilustrar o potencial do setor, a CB Insights fez um levantamento com as 150 startups do setor que, segundo os critérios da consultoria, têm maior potencial de mercado e elencou questões interessantes, como o valor das empresas e investidores. Vale mencionar que entre outros fundos famosos, o Google é investidor direto de 29 dessas companhias.

O que nos parece mais interessante para o mercado brasileiro, entretanto, é a lista dos focos de atuação mais comuns dessas empresas. Confira as 3 principais:

• Inteligência artificial (AI) e machine learning

O uso dessas tecnologias é o mais explorado atualmente. Destacam-se os resultados que estão sendo alcançados no segmento de medicina diagnóstica por empresas como a Paige.

• Saúde da mulher

O uso de novas tecnologias tem permitido diversos avanços, desde a democratização de serviços relacionados a fertilidade (uma demanda crescente por parte de mulheres que buscam ter filhos após os 40 anos, quando já têm uma carreira consolidada) até novas soluções para o gerenciamento da menopausa.

“Clínicas virtuais” que auxiliam na busca por prestadores de serviços especializados em saúde da mulher em diversos momentos da vida, como a Maven, também têm se destacado. Em setembro de 2018, a empresa recebeu quase US$ 30 milhões de investidores renomados, como o Sequoia Capital.

• Cuidados com idosos

O envelhecimento populacional e os desafios que esse movimento representa são questões prementes no Brasil, por conta do fim do bônus demográfico pelo qual estamos passando. Mas também constituem um desafio para países que já passaram pela transição.