A Unimed Juiz de Fora cresceu 16,05% e triplicou o seu resultado operacional em relação a 2016. Em Assembleia Geral Ordinária (AGO) no dia 22/03, na sede da Sociedade de Medicina e Cirurgia, a cooperativa apresentou o seu balanço 2017 e um excelente desempenho de mercado no ano de lenta recuperação da economia. A Unimed Juiz de Fora movimentou mais de meio bilhão de reais (exatos R$ 526.284.927,80) na saúde suplementar da cidade e região, com sobras de R$ 18 milhões (já descontados os impostos) que, por decisão unânime, serão destinadas ao fundo de Margem de Solvência exigido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, o qual será transferido para valorização da cota-parte dos 1.392 cooperados ao final de 2022, prazo estabelecido pela Resolução Normativa da ANS.

Seguindo a pauta, a Assembleia Geral Ordinária apresentou o status do Hospital Unimed, na reta final das obras e já em fase pré-operacional, mas foi a segurança financeira da cooperativa o que mais chamou atenção dos médicos. Em seu parecer, a Pricewaterhouse – uma das maiores auditorias do mundo – elogiou “a saúde” da Unimed Juiz de Fora, atestando as suas demonstrações financeiras, em todos os aspectos relevantes, em conformidade com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Em nota de abertura, a Diretoria Executiva da cooperativa atribuiu os bons resultados ao controle extenuante dos custos assistenciais, à gestão dos recursos próprios e ao crescimento de 3,1% da carteira de clientes. A Unimed Juiz de Fora permanece líder absoluta, com 54% de participação de mercado local e com 92% de satisfação de seus 118 mil beneficiários. A AGO também elegeu os novos conselheiros Fiscal e Técnico- Disciplinar da Unimed Juiz de Fora para o mandato 2018/19.